Itbi Causa Mortis

Discussão em 'Direito Tributário' iniciado por karina Ribeiro, 14 de Abril de 2011.

  1. karina Ribeiro

    karina Ribeiro Em análise

    Mensagens:
    4
    Sexo:
    Feminino
    Estado:
    São Paulo
    O ITBI causa mortis deve ser recolhido para os casos em que o obito se deu antes de 2001, com a aliquota de 4% acrescida da multa de 20%, e deve ser recolhido de acordo com o valor venal deste ano de 2011, em guia gare DR (no estado de SP).

    Porém, a minha duvida é a seguinte, dependendo da data do obito não haveria a prescrição pelo decurso de tempo? Neste caso como se deve proceder?

    Por outro lado, como se da o preenchimento da guia GARE DR se houver algum herdeiro pos morte? Deve-se preencher a guia em nome de seus herdeiros, e se forem varios herdeiros (do herdeiro pos morte)?

  2. PorKinHo

    PorKinHo Em análise

    Mensagens:
    17
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Paraná
    Esse ITBI que vc diz, nao seria ITCMD ? o-0
  3. Léia Sena

    Léia Sena Membro Pleno

    Mensagens:
    498
    Sexo:
    Feminino
    Estado:
    São Paulo
    Para auxiliá-la segue o conceito de ITCMD:

    Imposto de transmissão causa mortis e doação O imposto de transmissão causa mortis e doação (ITCMD), é um imposto brasileiro de competência estadual, devido por toda pessoa física ou jurídica que receber bens ou direitos como herança, diferença de partilha ou doação.

    Possui função fiscal, ou seja, tem a finalidade de arrecadar recursos financeiros para os estados e Distrito Federal. O lançamento do crédito tributário é feito por declaração.

    Ocorre o fato gerador:

    • na transmissão de qualquer bem ou direito havido por sucessão legítima ou sucessão testamentária, inclusive a sucessão provisória;
    • na transmissão por doação, a qualquer título, de quaisquer bens ou direitos;
    • na aquisição de bem ou direito em excesso pelo herdeiro ou cônjuge meeiro, na partilha, em sucessão causa mortis ou em dissolução de sociedade conjugal.
    Fonte http://pt.wikipedia.org/wiki/Imposto_de_transmiss%C3%A3o_causa_mortis_e_doa%C3%A7%C3%A3o



    Verifiquei uma cartilha sobreo assunto , porém é do Estado do PR, porém acho que auxiliará em algumas questões: http://www.fazenda.pr.gov.br/arquivos/File/FAQ/FAQ_ITCMD_2011_02.pdf
  4. GONCALO

    GONCALO Avaliador

    Mensagens:
    1,484
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    São Paulo
    Vc deve obter na Prefeitura do municipio de situação do imovel, uma certidão de valor venal., que vai certificar qual o valor venal do imovel no ano do obito.
    Com esses dados, calcular o imposto e acrescentar a multa padrão.
    Deve ter prescrição sim, mas só depois de 20 anos.
  5. DeFarias

    DeFarias Membro Pleno

    Mensagens:
    544
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Minas Gerais
    Colega, é bem provável que possa ter ocorrido a decadência (e não a prescrição).
  6. DeFarias

    DeFarias Membro Pleno

    Mensagens:
    544
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Minas Gerais
    Tributação de transmissão causa mortis é de competência do Estado. E de onde tirou essa prescrição de 20 anos?

  7. karina Ribeiro

    karina Ribeiro Em análise

    Mensagens:
    4
    Sexo:
    Feminino
    Estado:
    São Paulo
    Caros colegas, agradeço as respostas, porém, não se trata de ITCMD pois a lei que o preve é de 2001 e o obito se deu em 1992.
    Por outro lado, se ocorreu a decadencia e não a prescriição, qual procedimento devo adotar para comprová-la nos autos de inventário?
    Grata
Tópicos Similares: Itbi Causa
Forum Título Dia
Direito Tributário Itbi Causa Mortis - Isenção? 05 de Julho de 2012
Direito Tributário Cobrança De Itbi Na Retificação De Registro Imobiliário 23 de Setembro de 2010
Direito Tributário Itbi Recolhido Indevidamente Pelo Contribuinte - Restituição Ou Compensação? 13 de Outubro de 2009
Direito do Trabalho JUSTA CAUSA 13 de Outubro de 2014
Direito do Trabalho Dúvida sobre justa causa 15 de Agosto de 2014

Compartilhe esta Página