Ir para conteúdo



Foto
- - - - -

Dúvidas Audìência Prática


  • Por favor, faça o login para responder
1 resposta neste tópico

#1 Laura

Laura
  • Membro
  • 7 posts
  • Sexo:Feminino

  • Estado:SP

Escrito em 24 novembro 2010 - 09:40

Olá, estou começando a carreira jurídica e tenho algumas dúvidas sobre prática em audiências. Gostaria de saber como devo me dirigir ao juiz em audiência? Tenho minha primeira audiência de instrução e julgamento e terei que contraditar uma testemunha, minha dúvida é: como faço isso ? Peço a palavra ao juiz ou já posso ir falando logo? Como funciona isso na prática? Assisiti muitas audiências mas foi tudo meio informal, em uma, inclusive ajudou o advogado, já alegando a contradita, o que sei que não vai ocorrer no meu caso, pois o juiz é super rigoroso.
Minhas dúvidas principais são essas, na prática, como falar com o juiz durante a audiência.
Agradeço muito.

#2 Léia Sena

Léia Sena
  • Membro Pleno
  • 492 posts
  • Sexo:Feminino

  • Estado:SP

Escrito em 24 novembro 2010 - 11:11

A contradita de testemunha é ato pelo qual uma das partes envolvidas no processo requer a impugnação da oitiva de uma testemunha, por entender que esta é impedida de depor, ou seja, é a arguição pela parte de incapacidade, impedimento ou suspeição da testemunha arrolada pela parte contrária, no momento de sua qualificação, antes de iniciar o depoimento.

São casos de impedimento:

  • amizade íntima;
  • inimizade capital;
  • parentesco;
  • interesse pessoal na ação.
O momento processual para que a contradita seja requerida é logo após a qualificação da testemunha que se pretende impugnar. Após a arguição, a testemunha será indagada sobre si mesma e confirmando sua incapacidade, impedimento ou suspeição, será dispensada ou ouvida como informante, conforme artigo 405 § 4ºdo CPC. Se a testemunha não aceitar (ou negar)a arguição, a parte que arguiu terá oportunidade de provar, na própria audiência, a alegação e, logo após, será dispensada ou ouvida.Também será ouvida, da mesma forma, a parte que arrolou a testemunha. o juiz, respeitando o cotraditório, defere ou não a contradita.Se deferida, tal testemunha será dispensada ou então ouvida, independente de comprmisso (art. 405, § 4º). Uma vez que o juiz acolhe a contradita, a testemunha não presta compromisso e será ouvida como mero informante.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Contradita_de_testemunha


leia ainda o seguinte texto

http://jus.uol.com.br/revista/texto/7839/audiencia-trabalhista

Espero ter ajudado!







0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 0 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)