Transferência Propriedade Veículo (Leiam E Me Ajudem )

Discussão em 'Direito Civil, Empresarial e do Consumidor' iniciado por Luiza Penha, 14 de Março de 2011.

  1. Luiza Penha

    Luiza Penha Membro Pleno

    Mensagens:
    183
    Sexo:
    Feminino
    Estado:
    Minas Gerais
    ^_^ Doutores,

    Imaginem a seguinte situação:

    Um veículo foi vendido para um indivíduo, há muitos anos, porém nao foi realizada a transferência de propriedade. O novo dono não quitou alguns IPVA's e assim o antigo dono está com o "nome sujo" (digamos assim).

    O antigo proprietário é um agricultor que precisa renovar sua documentação profissional (uma carteira que lhe proporciona diversos benefícios), no entanto, por estar com os IPVA's atrasados, não pode realizar essa renovação.

    O novo proprietário do veículo se recusa a providenciar a transferência do veículo e a pagar os IPVA's atrasados.

    Qual ação seria cabível no caso em tela??? Pensei em obrigação de fazer, mas estou insegura. Qualquer opinião é bem vinda!!!

    Obrigada e abraços!
  2. Roberto César

    Roberto César Membro Pleno

    Mensagens:
    555
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Entendo que a ação cabível seja a de obrigação de fazer, como você se posicionou. Talvez a jurisprudência abaixo ajude a esclarecer pontos obscuros:

    IPVA. RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA.
    Filed under: Impostos, IPVA, Responsabilidade tributária, Tributário — Tags:informativo stj 409 — Marcelo Bertasso @ 1:32 am

    No REsp, o Estado membro discute a existência de responsabilidade solidária entre o antigo e o atual proprietário de automóvel, em relação aos débitos tributários do Imposto de Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) quando a transferência não é comunicada ao órgão de trânsito. Para isso, alegou violação do art. 134 do CTB, o qual dispõe sobre a incumbência do antigo proprietário de comunicar ao Detran a transferência do veículo em trinta dias, sob pena de responder solidariamente por eventuais infrações penais. Note-se que, segundo a doutrina, o texto da lei unicamente exige do antigo proprietário as penalidades (multas). Dessa forma, observa o Min. Relator que o citado artigo, como se refere à infração de trânsito, não se aplica aos débitos tributários relativos ao pagamento de IPVA. Ademais, destaca que, no caso dos autos, o Tribunal a quo reconheceu a prescrição dos títulos relativos aos exercícios de 1997 e 1998, reconhecendo, também, a ausência de responsabilidade quanto ao exercício de 2000, visto que a transferência do veículo deu-se em 4/2/1999. Diante do exposto, a Turma negou provimento ao recurso. Precedente citado: REsp 938.553-DF, DJe 8/6/2009. REsp 1.116.937-PR, Rel. Min. Benedito Gonçalves, julgado em 1º/10/2009.

    Quanto à negativação do nome, em tendo ocorrido há mais de 5 anos, por exemplo, cabe a retirada, prevalecendo o CDC e a S. 323 STJ, embora alguns tribunais entendam ser o prazo de inscrição de 3 anos.
  3. Luiza Penha

    Luiza Penha Membro Pleno

    Mensagens:
    183
    Sexo:
    Feminino
    Estado:
    Minas Gerais
    Ô colega, muito obrigada. Sua opinião e o julgado abaixo me deram mais segurança!!!

    Abraços

  4. Roberto César

    Roberto César Membro Pleno

    Mensagens:
    555
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Ok, Luiza. A título de mais informação, leia o texto que segue, se achar necessário:

    http://www.sonoticias.com.br/noticias/7/109795/ex-proprietario-perde-acao-de-ipva-porque-nao-informou-detran

    abç
  5. bi de ville

    bi de ville Em análise

    Mensagens:
    2
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    São Paulo
    Amiga
    Sou Revendedor de Veiculos a 30 anos.

    Segue aqui minha opiniao comercial, neste caso cabe um bloqueio judicial, com a obrigacao de fazer, impedindo o atual proprietario de efetuar o Licenciamento anual do veiculo e desta forma nao poder transitar com o referido, comunicar ao Detran a medida tomada e bloquear o veiculo junto aos orgaos responsaveis(detrans e ciretrans), notificar o atual cliente e entrar com uma medida cautelar de obrigacao de fazer (indenizacao moral com antecipacao de tutela), neste caso eu acho que nas causas civeis especiais, o resultado sera mais rapido e eficaz.

    Sem mais
    Um abraco
  6. DeFarias

    DeFarias Membro Pleno

    Mensagens:
    544
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Minas Gerais
    Colega, automóvel é bem móvel. Transfere-se a propriedade com a simples tradição. Logo, não é correta sua afirmação de que não houve transferẽncia da propriedade. A alteração nos registros do Detran é apenas uma medida administrativa, que não interfere na tributação do IPVA. Você pode ajuizar uma ação para o fim de afastar a responsabilidade de seu cliente sobre o débito tributário. E pode, também, comunicar ao Detran a alienação do veículo.

  7. Luiza Penha

    Luiza Penha Membro Pleno

    Mensagens:
    183
    Sexo:
    Feminino
    Estado:
    Minas Gerais
    Hum, obrigada pelas boas observações dr.
    Importantes detalhes que farão diferença em minha inicial. Ainda estou estudando detalhes e possibilidades, mas sua interferência vai me dar um impulso.
    Por essas e outras que esse fórum é tão importante. Iniciantes na carreira como eu se empolgam com as dicas dos colegas mais experientes e inteligentes tb....rsrrs :p
    Abraços!!!



Tópicos Similares: Transferência Propriedade
Forum Título Dia
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Ação De Cumprimento De Obrigação De Fazer - Transferencia Da Propriedade De Veículo 08 de Abril de 2012
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Cumprimento de Sentença - Transferência de veículo 14 de Maio de 2014
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Ação obrigação de fazer - transferencia veiculo - competencia 05 de Maio de 2014
Direito Penal e Processo Penal Transferência De Presídio 22 de Novembro de 2013
Direito de Família Incide Algum Imposto Em Inventário Na Transferência Da Meação Do Viúvo Com Usufruto Aos Filhos? 03 de Outubro de 2013

Compartilhe esta Página