Litisconsórcio Passivo Necessário Citação De Apenas Um Réu

Discussão em 'Direito Civil, Empresarial e do Consumidor' iniciado por Roberto César, 02 de Maio de 2012.

  1. Roberto César

    Roberto César Membro Pleno

    Mensagens:
    555
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Boa noite a todos,

    Ajuizei ação de rescisão contratual referente a leasing no Juizado Especial, indicando no pólo passivo a concessionária e a financeira. Durante a tramitação, a concessionária fechou e os responsáveis legais sumiram, restando, apenas a financeira.

    Alguém saberia informar se há uma luz no fim do túnel p/ que a citação da financeira seja suficiente, já que não cabe citação por edital nos JEC's, ou o processo realmente restará fadado à extinção por não conseguir citar um dos litisconsortes necessários unitários?

    Desde já, obrigado.
  2. faro

    faro Membro Pleno

    Mensagens:
    80
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Doutor, não tem problema. Na audiência de conciliação o senhor poderá desistir da parte que não foi citada, dando prosseguimento do feito (ou não, se houver acordo) com a parte que foi citada. O processo não será extinto. A desistência será constada em ata de AC. Caso o senhor não queira desistir da parte que não foi citada e o senhor não entrar em acordo com a parte citada, uma nova audiência de conciliação será marcada.
  3. Roberto César

    Roberto César Membro Pleno

    Mensagens:
    555
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro

    Obrigado pela resposta, mas fiz várias buscas e não encontrei jurisprudência favorável. Existe a possibilidade de desistência apenas quando de litisconsórcio facultativo mesmo. No caso de rescisão contratual, a citação dos litisconsortes necessários é obrigatória e, se não houver, há nulidade do processo, conforme jurisprudência e doutrina:

    RECURSO ESPECIAL. EMBARGOS À ARREMATAÇÃO. NULIDADE ABSOLUTA DOPROCESSO. NÃO FORMAÇÃO DE LITISCONSÓRCIO PASSIVO NECESSÁRIO. OFENSAAO ART. 47, PARÁGRAFO ÚNICO, DO CPC. NULIDADE QUE PODE SER CONHECIDAA QUALQUER TEMPO. ART. 267, § 3º, DO CPC.47PARÁGRAFO ÚNICOCPC267§ 3ºCPC1. Verificada ausência de pressuposto de constituição edesenvolvimento válido do processo, pode o juiz conhecer de ofício airregularidade, em qualquer tempo e grau de jurisdição, decretando aa nulidade absoluta, nos termos do art. 267, § 3, do CPC.constituição267§ 3CPC2. A não formação do litisconsórcio passivo necessário nos embargosà arrematação, deixando-se de citar os arrematantes, implica naimpossibilidade da anulação da arrematação, sob pena de ofensa àsgarantias constitucionais do contraditório e da ampla defesa.3. A rejeição liminar dos embargos à arrematação devolve ao juízo"ad quem", via a apelação interposta pelos embargantes, apenas apossibilidade de análise da regularidade do indeferimento dainicial.4. Impossibilidade, ausente a formação de litisconsórcio passivonecessário (exequente/arrematante), de se anular diretamente aarrematação.5. Anulado o processo, inválidos os atos decisórios, mantendo-sehígido o auto de arrematação.6. RECURSO ESPECIAL DESPROVIDO.

    (1202022 MS 2010/0134203-0, Relator: Ministro PAULO DE TARSO SANSEVERINO, Data de Julgamento: 04/08/2011, T3 - TERCEIRA TURMA, Data de Publicação: DJe 01/02/2012)

    A doutrina do Theotonio Negrão:

    [...] com a desistência da ação contra apenas um dos réus, em caso onde era obrigatória a presença de todos para que se pudesse validamente constituir o processo, este se extingue. (Código de processo civil e legislação processual civil em vigor. São Paulo: Saraiva, 2007. p. 393).

    Nelson Nery Junior e Rosa M. de Andrade Nery:

    Litisconsórcio passivo necessário. Havendo litisconsórcio passivo necessário, o autor não pode desistir da ação com relação a apenas um ou alguns dos réus, pois a eficácia da sentença depende da presença de todos os litisconsortes no processo (Código de processo civil comentado. 11ª ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010. p. 535).

    Vou desistir do processo no Juizado e ajuizar a rescisão na Vara Civel.
  4. GONCALO

    GONCALO Avaliador

    Mensagens:
    1,457
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    São Paulo
    Posso estar enganado Doutor, mas salvo melhor juízo, no caso de leasing, o bem fica mesmo em nome da Financeira, mas em posse do "comprador" que na realidade está mais para inquilino.
    Assim, a Concessionária, mera comercializadora do bem, não integraria a relação processual.
    Letícia curtiu isso.
  5. Roberto César

    Roberto César Membro Pleno

    Mensagens:
    555
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro

    Exatamente, Gonçalo, por se tratar de leasing, o bem fica no nome da financeira até o adimplemento final. Porém, para licenciar o veículo e poder circular em paz, sem o fantasma da blitz, é necessário o CRV e como o veículo é de outro estado, a financeira entende que o meu cliente deve viajar com o carro para poder ser emitida a 2ª via, pois, isso depende da vistoria que pensei também pudesse ser 'em trânsito', mas o Detran/RJ descartou a possibilidade.

    Para melhor entendimento: qdo o cliente comprou o carro na concessionária esta se prontificou a proceder o licenciamento e reteve o CRV para isto, cobrando pelo serviço um valor à vista que foi pago. Meses depois, a concessionária fechou e quem tem legitimidade p/ requerer a 2ª via é a financeira, haja vista o bem estar em nome dela. A concessionária faz parte da relação jurídica como partícipe do negócio e deve integrar o pólo passivo..

    Pés e mãos atados, tendo que mover ação na Vara Cível. Obrigado pela ajuda.
  6. faro

    faro Membro Pleno

    Mensagens:
    80
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Doutor, não podemos misturar os ritos. Sugiro que o senhor leia os enunciados do Tribunal de Justiça do Rio (não é o do FONAJE).
    Abraços
Tópicos Similares: Litisconsórcio Passivo
Forum Título Dia
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Prazo para interposição do RI no JEC com Litisconsórcio Passivo 28 de Outubro de 2014
Arquivos antigos Cabe Litisconsórcio passivo Juizados Especiais 15 de Agosto de 2007
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Dificuldade de citação no JESP civil em litisconsórcio. 10 de Junho de 2014
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Efeito Suspensivo Agravo Litisconsórcio 10 de Junho de 2013
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Usucapião De Vários Lotes - Litisconsórcio? 25 de Janeiro de 2012

Compartilhe esta Página