Escritório próprio - vantagens e dicas

Discussão em 'Empreendedorismo na Advocacia' iniciado por drmoraes, 18 de Março de 2015.

  1. drmoraes

    drmoraes Advogado

    Mensagens:
    297
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Boa tarde Doutores,

    Sou novo advogado, comecei a advogar meio sem querer e sem nenhuma intenção de seguir carreira.

    Agora estou com uma carteira de clientes pequena mas razoável, e parece que vou ficar algum tempo nessa profissão, então estou considerando alugar minha própria sala para trabalho, em um prédio comercial aqui do bairro.

    Até agora tenho recebido os clientes na antessala de minha residência, que separei apenas para esse fim. Ou seja, lá estão o meu arquivo, impressora,móveis e material de escritório. Não uso a antessala para mais nada.

    Até agora ninguém reclamou, mas enfim, como disse, comecei sem intenção de advogar então se alguém reclamasse também não faria diferença, pois não pretendia gastar muito dinheiro.

    Mas agora fico pensando no que posso estar perdendo, e se não poderia ganhar mais e de repente conseguir clientes de maior valor se tivesse escritório próprio.

    Será que estou me iludindo?

    Vale a pena? O que vocês me dizem? Qual o melhor momento pra fazer essa mudança para um escritório próprio comercial?

    Obrigado desde já,
  2. GONCALO

    GONCALO Avaliador

    Mensagens:
    2,132
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    São Paulo
    Boa noite doutor:
    Como o senhor já pode contar com uma razoável carteira de clientes, locar uma sala aí mesmo no bairro é altamente recomendável. Principalmente se inserir também alguma publicidade no jornalzinho do bairro...
    O melhor momento poderia ser fazer uso de um dos muitos feriados prolongados que temos esse ano, para a transição....
    Emfim, "tacalhepau!!":)
    Boa sorte
    Bruno Berghahn Chagas curtiu isso.
  3. cimerio

    cimerio Membro Pleno

    Mensagens:
    678
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Minas Gerais
    drmoraes, Também sou advogado iniciante e também possuo um escritório à parte na minha residência, mas que raramente recebe clientes, sendo que a maioria por ser PJ acabo por visitá-los e não ser visitado.
    Por outro lado, acabei sendo convidado por um escritório formado por um grupo de advogados experientes e até mesmo renomados, para formamos uma parceria. Acabei aceitando e assim eventualmente, ao meu julgamento, milito em algumas causas junto do escritório e outras em sozinho.
    Apesar das enormes vantagens de se trabalhar sozinho, e dos problemas da sociedade advocatícia, entendo que, principalmente no início, o apoio de um colega é essencial, inclusive para se ter mais confiança.
    Exemplo: hoje, houve uma resistência de um cartório a proceder de certa forma. Como estávamos eu e meu parceiro de escritório, nossa voz em conjunto se mostrou mais relevante, e ainda, pelo apoio mútuo, conseguimos contornar a situação.
    É verdade que talvez eu pudesse ter resolvido sozinho da mesma forma, mas sinceramente, o apoio do colega foi muito confortador e me deu uma força extra, tornando os meus argumentos mais convincentes, até para mim mesmo.
    Por isso, adianto, é louvável a ideia do colega e não vejo motivo para o insucesso, mas tenho comigo, que ganharás muito no início se conseguires partilhar com alguém mais experiente e de boa índole.
    Por fim, com referência a ideia de publicidade do Dr. GONÇALO ela é válida, como por ele referenciado no Jornalzinho.
    No mais, aproveito para lembrar aos demais colegas, que a publicidade na advocacia, por enquanto, é tema bastante censurado e matéria regulamentada não apenas no EOAB, como também pelo conselho federal.
    http://www.oab.org.br/leisnormas/legislacao/provimentos/94-2000

    Abs e boa sorte!
  4. GONCALO

    GONCALO Avaliador

    Mensagens:
    2,132
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    São Paulo
  5. rodrigopauli

    rodrigopauli Rodrigo S. Pauli

    Mensagens:
    432
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio Grande do Sul
    Eu acredito que antes de se lançar na locação de um imóvel comercial, é prudente apontar os custos fixos envolvidos na operação (aluguel, luz, condomínio, telefone, água, etc), analisar se a renda auferida hoje lhe propícia sustentar o empreendimento projetado. Outra opção é o famoso paitrocinio, ou formar um fundo de reserva para sustentar o empreendimento pelo primeiro ano de vida, partindo da renda que você aufere hoje.
    Historiador Carioca curtiu isso.
  6. drmoraes

    drmoraes Advogado

    Mensagens:
    297
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio de Janeiro
    Então, minha dúvida é: isso vai realmente me trazer benefícios ou mais gastos?

    Não quero "exibir" escritório próprio. Quero ter uma sala comercial se isso realmente for me ajudar, se isso me resultar em mais dinheiro. Porque com certeza vou gastar mais dinheiro, e preciso ter retorno disso, não apenas exibir uma sala e falar que tenho escritório próprio.

    Por isso pergunto aos colegas que de repente já passaram por essa situação,vale mesmo a pena? O dinheiro, a qualidade dos clientes aumentou?
    Historiador Carioca curtiu isso.
  7. Milton Levy de Souza

    Milton Levy de Souza Membro Pleno

    Mensagens:
    415
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    São Paulo
    Doutor;

    BOM DIA!!!!

    Uma boa idéia seria :
    usar de uma das salas da ORDEM nos Fóruns,ou na própria Seccional.

    Isso daria oportunidade para esclarecer eventuais duvidas, além de lhe colocar junto aos vários casos concretos.

    Outro ponto a considerar seria o respaldo quanto ao local que estiver atendendo (SALA da OAB).

    Pense nisso!
  8. Barba

    Barba Membro Pleno

    Mensagens:
    4
    Estado:
    São Paulo
    Bom dia, Doutores. Referente à inscrição no RGPS, pelo advogado, na modalidade "contribuinte individual". Os senhores, para se inscreverem, ligaram no 135 ou fizeram a inscrição na própria agência do INSS? Explico: não trabalhei registrado e, quando estagiário, não contribui como segurado facultativo.
  9. Paulo Velozo Fonseca

    Paulo Velozo Fonseca Membro Pleno

    Mensagens:
    2
    Sexo:
    Masculino
    Estado:
    Rio Grande do Sul
    Doutor! Apesar de não ter passado por tal experiência, acredito ser válido fazer o clássico "na ponta do papel" dada a circunstância que apenas o Sr sabe quanto aufere em um mês e quanto disso seria destinado a um escritório próprio.
    Quanto ao dinheiro e a qualidade dos clientes.. vejo que apenas o fato do escritório não vá dar mais qualidade aos clientes e, consequentemente, trazer mais lucros, portanto, acredito que não. Os mesmo clientes migrariam e a tua captação de novos viria de uma publicidade e não de um escritório (salvo se tua intenção fosse fazer uma boa faixada/banner/etc).
    Reitero que sou TOTALMENTE leigo, pois nem formado ainda estou.
    Boa sorte e que o Sr, com a graça de Deus, faça a escolha certa para seus negócios, abraço! :D
Tópicos Similares: Escritório próprio
Forum Título Dia
Empreendedorismo na Advocacia Sócio não faz nada no escritório. 14 de Março de 2017
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor abertura escritório 16 de Setembro de 2016
Empreendedorismo na Advocacia Estratégias para a produtividade de um escritório e a terceirização dos cálculos 03 de Dezembro de 2015
Direito do Trabalho Processo e modernidade - citação em escritório virtual 10 de Dezembro de 2014
Direito Civil, Empresarial e do Consumidor Furto Em Escritório De Advocacia 05 de Setembro de 2012

Compartilhe esta Página